terça-feira, 29 de março de 2016

5 comédias românticas que todo mundo deveria assistir!


Eu acho que já falei que sou a doida das séries por aqui, mais que também sou a doida dos filmes, vocês só descobriram agora. Tem um ritual que eu sempre gostei muito de fazer nas poucas locadoras de filmes que sobrou em Curitiba. Passar fileira por fileira e dizer, esse eu ja vi, esse também e por aí vai. Isso costuma acontecer principalmente quando vou na parte de comédia romântica, são filas e filas, e eu sempre fico falando: Já vi todos. Mas, Dani, porque você esta contando isso mesmo? Porque o tema desse TOP 5, são comédias românticas que todo mundo deveria assistir. 

Então vem comigo nessa, que você não vai se arrepender. 

5 - Begin Again/Mesmo se nada der certo. 


Você já ouviu aquele famoso termo chamado sonho americano? Pois é, nesse ponto que a história desse filme começa, mais traz um novo contexto pro termo, porque conta num estilo, de um artista em busca de reconhecimento. Dave Kohl (Adam Levine) é um cantor/compositor, que chamou atenção de uma gravadora, e por isso ele e sua então namorada, Gretta (Keira Knightley), para viver o sonho dele se mudam para Nova York. Depois de algum tempo, Gretta descobre que Dave, esta tendo um caso com a produtora dele, e eles terminam, ela fica sem dinheiro nenhum, e sem nenhum lugar para morar. Ela esta disposta a ir embora, mais resolve esperar alguns dias, e fica na casa de seu amigo, Steve (James Corden), inclusive, tem uma cena maravilhosa de quando ela esta na casa dele, em que ela liga pro Dave, bêbada, e começa a cantar uma musica dela para ele, e a música é maravilhosa, e a cena é bem hilária. 

Do outro lado, esta Dan Mulligan (Mark Rufallo), separado da mulher Miriam, e com uma filha adolescente, interpretada pela Hailee Steinfield, principiante na guitarra. Ele é co-chefe de uma gravadora, mais acabou de ser demitido, porque tudo o que ele escuta não acha interessante para a gravadora, nenhum artista de sucesso apareceu, então, um dia ele vai beber em um bar de Nova York, o East Village, e graças ao Steve, Gretta esta cantando, Dan, logo percebe o talento de Gretta, e fala com ela que quer apostar na carreira dela, ela acha que é mentira, mais com o tempo acaba aceitando, só que quando o Dan vai falar com o socio dele da gravadora, Saul (Mos Def), ele não vê todo esse potencial em Gretta, mais dará atenção se eles fizerem uma demo, um cd não profissional. Bem, você já deve imaginar o perrengue né? O cara não tem estudio, não tem instrumentos e não tem músicos, então a ideia surge do nada, porque não gravar um CD a céu aberto, na rua mesmo? E é isso o que eles fazem, Gretta, Dan e Steve, junto com outros músicos não conhecidos começam a gravar músicas pelas ruas de Nova York, e a ideia é tão maravilhosa, que rende uma trilha sonora maravilhosa pro filme, que você não parar de assistir. 

No final, é claro que Dave quer voltar com ela, e ela fica confusa, o cara chega até a usar uma musica dela, e lançar a musica e fazer sucesso com a própria, e sim, eles conseguem terminar o demo, que fica incrível, e recebem a proposta de lançar o CD pela gravadora, Dan e Gretta, chegam até aceitar a proposta, isso depois de conseguirem tudo o que queriam, mais acabam não assinando contrato, e fazem algo que me deixou chocada, e me fez amar o filme, o que eles fazem? Isso aí eu não vou contar, vocês vão ter que ir ver o filme. 

4 - O Principe e Eu. 



Sim, é a famosa história da plebeia com o principe, mais calma, a historia não é assim só amor.

O filme conta a história da plebeia Jules (Katie McGrath), que é tia de Milo e Maddie, ele um adolescente, e ela uma menina delicada e muito arteira. Eles são orfãos, perderam os pais em um acidente, como se isso não bastasse, Jules acaba de ser demitida, a unica coisa que trás o sustento para os três. Incrivelmente o pai das crianças, era então principe de um país distante da onde moram, e foi rejeitado pelo pai, o rei, por ter se casado com uma plebeia, vocês entendem com isso que Jules odeia o Rei, e é justamente isso o que acontece. Mas para a surpresa de Jules, eles são convidados pelo rei, que esta doente, e velho, para passar uma temporada no castelo, e depois de tanta insistência, os três fazem a viagem. 

Ao chegar no castelo, o tio das crianças é muito ranzinza, tem uma namorada chata, e o rei não é nada amoroso para um avô, que é velho e doente, e a estadia tem tudo para ser um saco, mais com o tempo as crianças e Jules, acabam conquistando o Rei e o Principe, e tudo começa a ficar maravilhoso, inclusive cenas deles dançando, montando uma arvore de natal, e muitas coisas a mais acontecem.

Mais então Jules, acaba escutando uma conversa do Rei e do Principe, achando que não era para ela ser convidada para um baile de natal, achando isso, Jules decide ir embora, o que acontece depois disso? Bem, isso vocês só vão saber se verem o filme. 

3 - All She Wishes 


É um filme adolescente? É sim senhor. Tem magia? Tem sim senhor. É chato? É não senhor. 

No filme, nossa personagem principal, Sophie (Lexi Giovagnoli) não tem namorado antes do baile da escola, não tem dinheiro e trabalha que nem uma louca, sua mãe não é viva, e o seu pai se mata de trabalhar. É doida pelo seu melhor amigo, mais que incrivelmente fica com a sua inimiga, que era sua melhor amiga na infância.

No seu aniversário, ela ganha um carro da sua avó, um carro antigo lindo, ela tambem ganha, um quadro de fotos, com uma foto de um modelo, então com raiva, ela acaba falando dentro do carro, que queria alguém como o modelo para ir ao baile, só para esfregar na cara de todo mundo, magicamente alguns minutos depois, Drake (Calum Worty) aparece no porta malas do carro, gritando, achando aquilo uma mentira - quem não acharia? - ela tenta fingir que não esta acontecendo, mais Drake continua falando, então ela tira ele dali, pergunta como aquilo aconteceu,  e ele explica que estava gravando um filme e do nada veio parar ali, ela tenta levar ele embora, mais ele sempre volta pro porta malas, então eles vão falar com a avó de Sophie, que confirma que o carro é magico, e então decidem que Drake tem que ficar ali até ela ir para o baile. 

Ao longo do filme, muitas cenas legais acontecem, a Sophie é uma incrivel fotografa, e apesar de ser uma garota muito legal, é bem fechada, muito fechada para relacionamentos, e Drake muda tudo isso nela. 

No final, depois do baile, ela beija o Drake, eles estão apaixonados, mais ele acaba indo embora porque ela não sabe falar que realmente gosta dele, mais você acha que acaba por aí? Não, o filme tem um final muito fofo, então, já sabem, corre pra ver. 

2 - Stuck in Love - Ligados pelo amor 


Sabe aqueles filmes que você não dá nada? Pois bem, esse é um deles. Queria assistir um filme, mais não estava achando nenhum que chamasse a minha atenção, então vi Lily Collins na capa, uma atriz, que desde Instrumentos Mortais, chama a minha atenção, apertei para ver o filme, e BOOM, virou um dos melhores filmes que eu já vi.

Começa primeiramente do fato que conta a história de um escritor conhecido Bill Borgens (Greg Kinear), separado de sua mulher Erica (Jennifer Connelly), e é doido para voltar com ela. E claro, pai da Samantha (Lily Collins) e de Rusty (Nat Wolff). 

Sam é uma menina que vive saindo com caras superficiais e burros. Ela é escritora, e esta prestes a lançar seu primeiro livro. (Já imaginaram o que isso fez comigo né? Lily Collins interpretando uma escritora, adolescente, foi motivo de fazer com que eu surte, mais voltemos ao filme.) Um dia ela vai em um bar, e acaba conversando sem querer com Louis (Logan Lerman, um dos melhores atores para mim, desde Percy Jackson) e o menino joga a real para ela, diz que ela tem medo do amor, e por isso só fica com caras com o QI inferior ao dela, ela fica irritada com isso, mais depois de uns dias acaba virando uma Stalker do menino, e aí já sabem, ela se apaixona por ele, e é realmente de vomitar arco iris. Mais a vida dos dois não vai ser tão facil assim, porque a mãe de Louis esta em fase terminal. 

Rusty, é um menino bem inteligente, mais nunca conseguiu escrever nada, mesmo com o incentivo do pai, que paga por cada coisa que ele escreve (sonho). Rusty é doido pela  Kate (Liana Liberato), namorada do valentão da escola, Glen (Patrick Schwarzenegger). Numa conversa com o pai, Bill diz que ele tem que viver a vida dele, fazer coisas de adolescentes como ir em festas, e aí motivado ele vai a uma festa da escola, e consegue entrar na festa porque levou maconha (pesado part 1). Lá a Kate já esta cheirando cocaina (pesado part 2), e então em determinado tempo da festa, Glen acaba maltratando a menina, e aí Rusty, bem irritado dá um soco em Glen, e foge da festa com Kate, daí para frente, vocês já sabem né, ela vira o heroi dela, e eles acabam ficando. 

Bill, é louco pela ex, e devido a uma promessa do passado, não tenta encontrar nenhuma mulher, apesar de ficar com a vizinha que é casada, Tricia (Kristen Bell), mais claro que devido a essa loucura de Bill pela ex mulher, ele não consegue viver, e nem terminar de escrever o livro que todo mundo quer ler e que a editora dele já esta cobrando. (poxa amigo, como assim? Deixar leitor esperando é muito ruim, nada que eu já não esteja fazendo com que já leu o meu livro, um mero acaso.) 

Tudo esta indo muito bem até a mãe do Louis morrer, e a Kate ter crise de abstinência no lançamento do livro da Sam, e claro, o fato de Bill convidar a ex, já que Sam não fala com ela a tempos, o que deixa Sam irritada. O que acontece depois de todos esses acontecimentos? Preciso mesmo falar? Corre ver gente. 

1 - Simplesmente Acontece


Sim, você não entendeu errado, é mais um filme com a Lily Collins, essa atris realmente merece minha atenção.

Então vamos lá, imaginem, uma novela mexicana? Já imaginou? Pronto. Agora imaginem uma novela mexicana com Lily Collins e Sam Caflin na Inglaterra. Já imaginou? Pronto.

Essa história, tem tudo para ser tudo isso, mais bem, é muito mais. A Lily Collins interpreta Rosie, uma menina que sonha em ter seu próprio hotel - já amei a personagem, sonha alto - e é super divertida. Sam, interpreta Alex, um menino inteligente, que passou em Harvard para fazer medicina - como para mim, medicina é um bicho de sete cabeças, considero o personagem um gênio - os dois, são amigos desde pequenos, e tinha tudo para ser uma baita de uma amizade, se os dois não acabassem se apaixonando.

Mais a vida não é fácil, e a vida deles só não é pior porque não tem nenhuma doença ou morte trágica, porque se não, eu com certeza colocaria como pior vida de filme de todas. Logo de cara, Alex e Rosie estão para ir para Cambridge, Massachussets, quando Rosie descobre que está grávida de um bendito popular da escola, bonitão e sem miolos. E aí a Rosie acaba não indo com o Alex para Boston, onde ele iria estudar, e ela faria hotelaria, e viveriam felizes. Ela esconde que está grávida dele. Rosie dá à luz a uma menina, que era para até então ir para doação, mais ela simplesmente não consegue abrir mão da menina, e fica com ela, amor de mãe né? Rosie começa a trabalhar, se ferra pra cuidar da menina que é um bebê bem chato, chorona, ela conhece uma menina muito engraçada e tem tudo para elas não serem amigas, mais para a surpresa, elas se dão super bem.

São muitos os desencontros dos dois, é um vai e volta, quando ela está livre e desimpedida ele não está, ela se junta com o popular em determinada parte do filme, vão morar juntos, e aí ele está solteiro, então depois ele se casa com a popular do colégio também, que agora é modelo, e aí ela fica solteira, e lá pelas tantas eles ficam, e sim, ele está casado, e ela descobre que a mulher do Alex está grávida.

O final do filme é incrível, ela consegue o Hotel que ela tanto queria, mesmo depois de uma perda horrível, que foi que alimentou o sonho dela de ter um hotel desde sempre, e se ela fica com o Alex? Bem, isso vocês já devem ter entendido, que eu não vou contar né?

     ...

Em fim, gente espero que tenham gostado dessa mini resenha que eu fiz desses filmes, que eu amo de paixão, e me digam vocês, já viram esses filmes e se encantaram tanto quanto eu? Que outros filmes vocês indicam para mim? Coloquem nos comentários que eu vou amar interagir com vocês.

Beijos e abraços.


Daniella Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário